Seja bem -vindos

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Viação Campo Belo faz apresentação de superarticulados nesta terça



superarticulado Campo Belo
Ônibus superarticulado. Com maior capacidade de transportes e ar condicionado, Campo Belo apresenta 20 unidades nesta terça-feira.
Viação Campo apresenta 20 novos superarticulados para a zona Sul de São Paulo
Veículos com maior capacidade de transporte vão circular em duas linhas. Unidades terão ar-condicionado
A Viação Campo Belo, pertencente ao grupo de José Ruas Vaz, que detém a maior parte dos ônibus municipais de São Paulo, vai apresentar nesta terça-feira, dia 02 de setembro de 2014, 20 novos ônibus superarticulados.
Os veículos serão destinados a duas linhas:
809P – Terminal Campo Limpo – Pinheiros
857P – Terminal Campo Limpo – Paraíso
A apresentação será às 9 horas da manhã no Terminal Pinheiros, na Rua Gilberto Sabino, e vai contar com a presença do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, o secretário municipal de transportes, Jilmar Tatto, e o presidente do SPURBANUSS,sindicato que reúne as empresas de ônibus da cidade, Francisco Christovam.
De carroceria Caio Millennium BRT e chassi Mercedes-Benz O500 UDA (piso baixo), os ônibus possuem 23 metros de comprimento cada, sendo maiores que os articulados tradicionais, que variam entre 18,6 metros e 21 metros.
A capacidade é para 200 passageiros.
Todos os veículos têm ar-condicionado e já vão contar com o novo tipo de validador da SPTrans.
O ônibus tem quatro eixos, dois antes e dois no segundo carro, após a articulação, sendo que o quarto eixo é direcional, para facilitar as manobras do veículo.
Em nota, o SPUrbanuss revela que os veículos terão oito câmeras de monitoramento cada um. Em quatro unidades, será testado sistema de Wi-Fi (internet grátis):
“Pensando na segurança e integridade da população, os Super Articulados contam com oito câmeras, sendo seis localizadas nas portas (três do lado direito e três do esquerdo), uma no validador e outra próxima ao condutor. O objetivo da câmera no validador é flagrar o uso indevido de bilhetes emitidos aos passageiros especiais, como o idoso, que é usado por outras pessoas que não a credenciada. A área do motorista será registrada tanto para verificar como o ônibus é conduzido, como para monitorar a ocupação do espaço na porta dianteira. Em quatro desses veículos, está em teste o acesso à internet via wi-fi.”
Cada ônibus custou aproximadamente R$ 800 mil. Ainda na nota, o SPUrbanuss diz que já foram encomendados mais ônibus para 2015
“Para 2015, mais de mil unidades deverão ser adquiridas, em substituição aos veículos ano/modelo 2005. Encomendas de versões padron, articulados, Super Articulados e biarticulados já foram efetivadas.”

Fonte: ,por: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Meus Cometários:
Imagino o sucesso que esses Caio Millennium (BRT) não fariam na Rodovia Raposo Tavares.
Diria apenas linhas;
396: Terminal Cotia - via Metrô Butantã / Pinheiros
422: Itapevi - Metrô Butantã
801: Cotia Mirante via Metrô Butantã / Itaim Bibi

Comentado por Carlinhos Aniceto .

Tecnologia em prol da mobilidade também no fretamento


ônibus
Ônibus de fretamento. As empresas deste segmento de transportes de passageiros têm acompanhado as evoluções tecnológicas? E em que a tecnologia pode ajudar as companhias e os passageiros? Estes serão alguns dos temas abordados no encontro da Fresp neste ano, em Atibaia.

Tecnologia em prol da mobilidade também no fretamento
Encontro da Fresp vai discutir como os avanços da informática, comunicação e de sistemas de dados podem fazer com que os transportes fretados tenham rentabilidade e sejam uma opção melhor para os passageiros
Muitos setores já se deram conta que a tecnologia pode ser uma importante ferramenta para o fortalecimento dos negócios e melhoria na qualidade dos produtos e prestação de serviços.
Alguns destes ramos econômicos não têm, pelo menos em tese, uma relação direta com plataformas informatizadas, mas descobriram que, bem usadas, elas podem trazer bons resultados financeiros e para a comunidade onde atuam.
Nos transportes de passageiros, mesmo que a passos lentos, a tecnologia tem sido usada para diversos serviços, desde a operação e gerenciamento dos ônibus até para a gestão empresarial específica do setor.
O segmento de transportes urbanos tem se destacado por avanços de bilhetagem eletrônica, com a possibilidade de recarga de créditos de passagens até por celulares e relógios, e no monitoramento da frota.
Já as empresas de ônibus rodoviários de linhas regulares investem, além de gestão de frota e negócios, em sistemas de venda de passagens on line mais eficientes e que podem ser decisivos para o passageiro escolher entre uma companhia e outra.
E o setor de fretamento? Como tem lidado com as novas tecnologias?
Esse é o foco principal do encontro da Fresp – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo, que reúne sete sindicatos e aproximadamente 300 empresas do ramo.
Com o tema “Superando desafios com conexões inteligentes”, o evento ocorre neste ano do dia 12 ao dia 14 de setembro, no Tauá Hotel Atibaia, interior de São Paulo.
Além de empresários de ônibus, devem participar especialistas, gestores públicos e profissionais que podem trocar experiências sob diversos ângulos de visão, inclusive abordando as atuais necessidades dos passageiros, tanto do fretamento contínuo (escolas, empresas, fábricas, etc) como do eventual (turismo, passeios, encontros religiosos).
O presidente da Fresp, Claudinei Brogliato, disse em nota enviada à imprensa, que o evento deve trazer novidades aguardadas pelos empreendedores.
“O evento vem consolidar nosso trabalho de compartilhar conhecimento de qualidade para aprimorar e unir ainda mais os profissionais desse mercado. Estamos na 15ª edição e ano a ano os participantes aumentam e anseiam pelas novidades que trazemos”, ressalta Brogliato na nota.
Além do tema central do evento deste ano, serão apresentados assuntos recorrentes em todos os encontros, como inovações na preservação ambiental, capacitação dos funcionários das empresas de ônibus, segurança, legislação, conforto oferecido aos passageiros pelos modelos de veículos no mercado e a contribuição do fretamento para a melhoria da mobilidade urbana.
O encontro da Fresp vai contar também com uma feira de ônibus e serviços relacionados à operação e gerenciamento dos transportes que deve trazer as novidades das indústrias para os transportadores de passageiros.

Fonte: ,por: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Cumprimento de horários é o principal item para transportes de qualidade


ônibus articulado
Ônibus urbano. Pesquisa realizada pela NTU com 91 especialistas em transportes mostra que o principal atributo a ser conquistado para que um serviço de transporte seja considerado de qualidade é o cumprimento dos horários. Eles defendem também que as tarifas sejam financiadas para se tornarem mais baratas ao trabalhador. Foto: Adamo Bazani.

Cumprimento de horário é o principal atributo para transporte de qualidade, diz pesquisa da NTU
Especialistas defendem tarifa social, mas para quem precisa. Mais de 20% acreditam que as tarifas deveriam ser subsidiadas integralmente pelo Governo Federal
Chegar ao ponto de ônibus e ter a certeza de que o veículo vai passar na hora sem provocar atrasos na rotina de quem depende de transporte público.
O que deveria ser uma prática normal, com raras exceções por problemas pontuais, é um sonho para quem se desloca por transporte coletivo.
E justamente o item “regularidade do serviço – cumprimento do horário” é o principal atributo para o transporte público ser considerado de qualidade.
O dado faz parte de uma pesquisa realizada pela NTU – Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos, apresentada no Seminário Nacional da entidade nesta semana em Brasília.
A pesquisa não é quantitativa e sim qualitativa. Entre os dias 07 e 25 de julho, por telefone, a NTU ouviu 91 formadores de opinião entre professores universitários especialistas na área de mobilidade, técnicos, gestores públicos, jornalistas do setor, empresários e representantes de conselhos de cidades, entre outros.
TRANSPORTE DE QUALIDADE É PONTUAL, RÁPIDO E SEGURO:
A regularidade do serviço é essencial para que o transporte alcance os níveis de qualidade exigidos pela população, aparecendo em primeiro lugar entre os itens apontados pela pesquisa, com 73,6% das respostas.
Como as respostas eram múltiplas, com mais de um item podendo ser escolhido, outros aspectos também ganharam destaque. Logo em seguida, aparece o tempo de deslocamento, incluindo as viagens em si e a espera no ponto de ônibus, com 72,5% das respostas.
De acordo com os especialistas ouvidos na pesquisa, além de pontual e rápido, transporte de qualidade é também transporte seguro. Em 57,1% das repostas, o item segurança dentro e fora dos ônibus é apontado como indispensável.
Os dados trazem um perfil de prioridades de investimentos e de tomadas de ações para a melhoria dos transportes, em especial, dos serviços de ônibus.
TARIFA JUSTA É AQUELA QUE NÃO COMPROMETE A RENDA DO TRABALHADOR:
A pesquisa também questionou os especialistas sobre tarifas, um assunto que ganhou destaque em junho do ano passado após as manifestações em diversas cidades o País.
Segundo o levantamento, 81% dos entrevistados disseram que a população “percebe” mais e tem preocupação maior com os reajustes de tarifas de ônibus do que com outros tipos de tarifas, como de água, luz, telefone e gás, por exemplo, mesmo que se os percentuais de aumento destes outros serviços forem maiores.
Um dos principais motivos é que, mesmo com o Vale-Transporte, a tarifa de ônibus é sentida todos os dias pelo cidadão, que vê o saldo dos bilhetes sendo descontado ou o dinheiro saindo da carteira todos os dias. Já as outras tarifas são assimiladas normalmente uma vez por mês, causando impacto menor na percepção.
De acordo com 39,6% dos especialistas entrevistados, uma tarifa justa é aquela que não compromete a renda do trabalhador.
Quanto à tarifa-zero ou tarifa social, 23,1% dos entrevistados defendem que o Governo Federal deveria custear integralmente as passagens de ônibus como forma de justiça social. Mas 18,7% dos entrevistados dizem que a tarifa social deveria ser destinada apenas às pessoas que realmente precisam.
QUEM ANDA DE CARRO DEVE SUBSIDIAR QUEM ANDA DE TRANSPORTE PÚBLICO:
A pessoa que anda de ônibus utiliza dez vezes menos o espaço urbano e emite 17 vezes menos poluentes do que a pessoa que se desloca de transporte individual. Não é questão de perseguir quem anda de carro, mas simplesmente numérica e lógica. Um ônibus padron, que pode ter lotação de 80 pessoas, em 13,2 metros, substitui 40 carros que com seus escapamentos a todo o vapor, ocupariam 140,8 metros, considerando a realidade de que um carro em média leva duas pessoas apenas em seus deslocamentos.
Assim, quem usa transporte público acaba, por opção ou necessidade, trazendo benefícios ambientais e econômicos para as cidades, com a redução da infraestrura de trânsito necessária para tantos carros, do número de acidentes, dos gastos com saúde pública em decorrência da poluição e, ao não lotarem mais as ruas e avenidas com mais veículos, reduzem também as bilionárias perdas ocasionadas pelos congestionamentos. Por outro lado, também por opção ou necessidade, quem anda mais de carro, contribui para que estes gastos subam.
Para baratear o sistema de transportes aos trabalhadores e oferecer uma contrapartida pelos benefícios gerados por quem usa ônibus, os especialistas defendem que o uso do carro acabe subsidiando o transporte coletivo.
Hoje, na maior parte das cidades, quem se desloca por ônibus paga integralmente pela viagem, apesar usar de maneira mais racional o espaço, os recursos da cidade e até mesmo ambientais.
E esse subsídio para o transporte público viria não da posse do carro, afinal, todos têm direito de possui um veículo e não podem ser cerceados quanto a isso.
O problema hoje nas cidades brasileiras é o uso que se faz do carro. E é sobre este uso que o cidadão que gasta mais espaço e recursos públicos deve contribuir para compensar aquele que gasta menos.
Dos entrevistados, 92,3% apoiam a cobrança de estacionamentos públicos. Já 85% defendem uma tarifação maior da gasolina em prol do barateamento do transporte coletivo.
Não existe serviço gratuito. É necessário pagar impostos, salários de motoristas, cobradores e outros funcionários, pneus, combustíveis, lubrificantes, manutenção e a renovação contínua de frota. O dinheiro tem de sair de algum lugar.
Na Europa, por exemplo, em diversos países, o passageiro só paga 50% dos custos das tarifas. A outra metade vem por diversas fontes de financiamento, como o uso dos carros.
PARA QUAIS ÁREAS DEVEM SER DIRECIONADOS OS INVESTIMENTOS?
Os transportes necessitam de diversos tipos de investimentos para que possam corresponder ao que a população necessita.
Mas os recursos das cidades são limitados e estes investimentos precisam de planejamento.
Para isso, é necessário definir prioridades.
Onde investir mais e primeiro?
Os investimentos em criação e expansão de meios de alta capacidade de transporte, como redes de metrô e corredores de ônibus modernos (BRT – Bus Rapid Transit) receberam 74,7% das respostas.
Para o atendimento de demandas menores, as faixas simples de ônibus receberam 69,2% das sugestões.
E hoje, para os profissionais e estudiosos, a tecnologia deve ser aliada ao transporte público para melhoria dos serviços.
Segundo a sondagem, 68,1% das respostas destacam a necessidade de investimentos em gestão de tráfego e frotas, com GPS e centrais de monitoramento, com acesso às informações pelos passageiros, e em bilhetagem eletrônica eficiente e que traga vantagens reais para os passageiros.
NÚMEROS:
De acordo com dados o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 46 milhões de deslocamentos por dia são feitos por transporte coletivo. Deste total, 87% são realizados por ônibus.

Fonte: ,por: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

sábado, 30 de agosto de 2014

Linha 329 CARAPICUÍBA (VILA MENCK) / SÃO PAULO (PINHEIROS)

A linha 329 é uma linha intermunicipal e operada pela Viação Osasco, e seu gerenciamento e fiscalização é feito pela EMTU/SP.

Ponto inicial da Rodovia Raposo Tavares, linha 329 sentido Vila Menck -Carapicuíba

Pontos de referências : 
Km 23 Habbis - Cotia * Sentido Pinheiros
Km 21 Conibase
Km 20 antiga Avon ( Rodoanel Mario Covas)
Km 19 Clube Esportivo Gaúcho
Km 17 Carrefour Raposo Tavares
Km 14,5 Shooping Raposo
Km 15 Extra Raposo

Consulte o itinerário e horários de ida e volta aqui:


Por: Carlinhos Aniceto

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Atenção: Usuários de linhas municipais perdem direito à ‘integração’



onibus- linha 105Os passageiros das linhas de ônibus municipais da Danúbio Azul perderão a partir da 00h de segunda-feira (01/09) o direito de integração e pagamento de tarifa única.
Até este final de semana ainda vigora a integração que permite ao passageiro pagar uma única passagem através do Cartão Bom em um ônibus e no período de duas horas viajar em outro.
A empresa não justificou o cancelamento da ‘promoção’. O usuário que precisar usar dois ônibus no período de duas horas pagará passagens separadas.

onibus - aviso
Aviso nos ônibus das linhas municipais.



Fonte: CotiaTodoDia,por   

Brasil: Governo Federal anúncia novo salário minimo para 2015

dinheiro
Mínimo em 2015 será de R$ 788,06Marcello Casal / Agência Brasil
A partir de 1º de janeiro de 2015, o salário mínimo deve ser R$ 788,06, segundo o Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) 2015. Um reajuste de 8,8%. O anúncio foi feito hoje (29) pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, depois de entregar a proposta ao presidente o Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL). A ministra antecipou que o texto prioriza investimentos em saúde, educação combate à pobreza e infraestrutura.
A peça orçamentária traz uma mensagem da presidenta Dilma Rousseff com um diagnóstico sobre a situação econômica do país e suas perspectivas.
Pela Constituição, o prazo de entrega do projeto pelo Executivo termina no dia 31 de agosto. Mas, com a expectativa de conclusão da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que define as metas e prioridades da administração pública federal, só na semana que vem, durante o esforço concentrado, o governo se antecipou. A LDO deveria orientar a elaboração da peça orçamentária.
“Coloquei  toda a equipe do ministério [do Planejamento] à disposição, para os esclarecimentos necessários, para que o Congresso possa fazer uma análise rápida do Orçamento e votá-lo até o fim do ano, prazo que o presidente do Senado [Renan Calheiros], confirmou que é possível fazer”, explicou a ministra.
O Orçamento Geral da União (OGU) é formado pelo orçamento fiscal, da seguridade e pelo orçamento de investimento das empresas estatais federais. A Constituição determina que a proposta seja votada e aprovada até o dia 22 de dezembro.
No projeto de lei, também consta a estimativa para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 5%, no próximo ano.
A projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, ficou em 3% (R$ 5,756 trilhões).
O governo estima que o superávit primário para o setor público consolidado será R$ 143,3 bilhões, valor que corresponde a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Com o abatimentos, o superávit primário vai para R$ 114,7 bilhões, correspondentes a 2% do PIB.
O superávit primário é a poupança para pagar os juros da dívida que o governo seus credores. Na medida em que o país consegue alcançar as metas de superávits primários, tem condições de pagar dividas.

Fonte: Agencia Brasil ,por: Karine Melo, Daniel Lima e Kelly Oliveira - Repórteres da Agência Brasil Edição: Talita Cavalcante

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

VEJA UMA DAS SOLUÇÃO PARA A RODOVIA RAPOSO TAVARES ?. QUAL É A SUA OPINIÃO?.


O grupo CCR apresentou uma proposta no 2º Fórum Mais Mobilidade na Raposo para dar solução ao trânsito caótico da Rodovia Raposo Tavares.
Os investimentos de cerca de 1,8 Bilhão serão "resgatados" através da cobrança de pedágios e pela ampliação do tempo de concessão.
Assista ao vídeo e saiba como está e como a Rodovia ficará, caso seja concedida à iniciativa privada:

video
http://www.youtube.com/watch?v=iuT7PvWo-YM

Leia também a Matéria do Site da Granja com algumas propostas viárias sugeridas pela CCR na cidade de Cotia: http://www.granjaviana.com.br/noticias.asp?cn=34&noticias=2886

Fonte: Facebook


Itapevi tem nova linha de ônibus municipal

Nova linha atenderá os bairros Jardim Portela, Sorocabano e Ambuitá.
Mais uma linha de ônibus foi implantada em Itapevi e começou a funcionar nesta semana. Ela vai beneficiar centenas de moradores de bairros como Jardim Portela, Sorocabano e Ambuitá.

A linha I23 Terminal Rodoviário Central - Vila Áurea tem como principais pontos de passagem a avenida Leda Pantalena, o Conjunto Habitacional Mirante de Itapevi, o Jardim Ambuitá e a Estrada do Sabiá. O percurso será realizado de segunda a sábado com média de 70 minutos entre ida e volta.
Foto: Victor Bustamente 
Itinerário
O itinerário do ônibus será entre o Terminal Rodoviário Central e a Estrada do Sabiá, passando pelas ruas João de Abreu, José Michelotti, Professor Dimarães Antônio Sandei, Erotides de Freitas, Isola Belli Leonardi, Arnaldo Sérgio Cordeiro das Neves, Eduarda Rios Trevisan, Rafael Barranco, Francisco da Silva Rosa, avenida Leda Pantalena, alameda Vicente Cocozza, Conjunto Habitacional Mirante de Itapevi, Estrada da Servidão, Emílio Lehman, Sabina Maria das Dores, Estrada de Araçariguama, Estrada do Prado, Passagem em nível da CPTM, Estrada do Sabiá e  rua Maracujazeiro.

Fonte PMI,Foto: Victor Bustamente 

Empresa deve indenizar aposentada que ficou com lesão permanente depois de queda em ônibus



A Viação Bons Amigos Ltda. foi condenada a pagar R$ 30 mil de indenização, por danos morais, para aposentada que sofreu acidente quando embarcava em transporte coletivo. A decisão, proferida nesta terça-feira (26/08), é da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).

Segundo os autos, o fato ocorreu em 26 de fevereiro de 2004, no terminal de Messejana, em Fortaleza. A aposentada estava subindo no veículo quando o motorista deu a partida e ela caiu. Em decorrência, teve os dois tendões dos joelhos rompidos. Na época, tinha 51 anos.

Socorrida por populares, foi levada ao Hospital Dr. José Frota (IJF), onde foi atendida. Um mês depois, precisou passar por cirurgia, realizada no Hospital Geral de Fortaleza (HGF). A lesão sofrida ocasionou, segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML), incapacidade permanente para exercer qualquer profissão que exija atividade motora dos membros inferiores. A aposentada registrou boletim de ocorrência em delegacia.

Sentindo-se prejudicada, ajuizou ação com pedido de indenização por danos morais. Alegou que a empresa não prestou socorro nem forneceu assistência financeira.

Na contestação, a Viação Bons Amigos disse que o acidente ocorreu por culpa exclusiva da vítima. Sustentou ainda que não cometeu nenhum ato ilícito e não causou dano à aposentada.

Em 16 de outubro de 2013, o Juízo da 6ª Vara Cível de Fortaleza entendeu que a aposentada não conseguiu comprovar a conduta culposa da empresa e julgou a ação improcedente. Inconformada, a vítima interpôs apelação (nº 0086167-05.2005.8.06.0001), no TJCE, onde solicitou a reforma da decisão.

Ao julgar o caso, a 8ª Câmara Cível deu provimento ao recurso e reformou a sentença, acompanhando o voto do relator, desembargador José Tarcílio Souza da Silva. “Convence-me mais o argumento da autora [aposentada], pois foi registrado, à época, Boletim de Ocorrência sobre o fato e a parte promovida não trouxe provas suficientes para refutar o que foi afirmado pela apelante”.

O desembargador ressaltou ainda que “deve ser considerado, como explanado alhures, a responsabilidade objetiva do transportador e a relação de consumo para com o usuário, que obriga a comprovação do fato pela inversão do ônus da prova prevista no código consumerista, o que não se deu na espécie”.
Fonte: TJCE - Tribunal de Justiça do Ceará 

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Moradores farão protesto por faixa exclusiva de ônibus na Raposo Tavares


“Dia 5 de setembro a Raposo vai parar”. É o que promete o Movimento pela faixa
 exclusiva de ônibus na Raposo Tavares. E não deve ser por conta dos constantes congestionamentos que irritam os motoristas diariamente na rodovia que mais parece uma avenida, além de muito mal cuidada.
Um protesto está sendo convocado pelos moradores da região do Butantã, que iniciaram
um movimento em julho pela criação de uma faixa exclusiva de ônibus no perímetro 
urbano da via que liga o bairro do Butantã, na zona Oeste de São Paulo até a divisa 
do estado com o Mato Grosso do Sul, no município de Presidente Epitácio.
O protesto está marcado para as 17 horas, no portão principal do Parque Previdência,
altura do km 11,5. (Com informações do Via Trolebus)
protesto-faixa-exc